Bobtail natural

Agosto 2013

 

Aproximadamente um Pastor Australiano em cinco tem naturalmente a cauda encurtada, de acordo com estatísticas de registros do tempo em que o traço ainda era listado nos certificados. O comprimento normal da cauda e o número de vértebras varia consideravelmente em cães, embora o número dentro de uma mesma raça será o mesmo ou talvez variando de uma a duas vértebras.  Caudas normais afunilam no final: as vértebras ficam menores, dando a impressão de uma ponta. Em um bobtail natural, algumas vértebras estão faltando; o final da cauda terminará um pouco bruscamente. Os dados de pesquisa sobre saúde do ASHGI 2009-2010 indicaram que aproximadamente 47% dos Aussies BTN tem caudas que têm um quarto do comprimento ou mais longas, e 10% deles têm caudas torcidas.

O gene conhecido como sendo o causador da BTN foi encontrado em Aussies. Ele possui dominância incompleta, como o merle. Filhotes que herdam duas cópias deste gene morrem precocemente e são reabsorvidos durante a gestação, resultando em tamanhos de ninhadas reduzidos. Cães com uma cópia do gene são BTN. Este gene não determina o comprimento da cauda em cães BTN, ou se a causa será reta ou torcida. Estes traços devem ser controlados por outros genes ou regiões regulatórias do DNA.

This puppy did not survive.

Cães BTN não devem ser reproduzidos entre si, especialmente se as caudas forem muito curtas. Reproduzir casais BTN pode produzir filhotes com espinha bífida ou outros defeitos da coluna vertebral inferior. A pesquisa do ASHGI também encontrou que 2% do total de filhotes BTN tiveram defeitos tão sérios, que levaram à eutanásia. Uma vez que esta é uma porcentagem de todos os cães produzidos que participaram da pesquisa, e muitos dos quais não foram filhotes de pais BTN, a porcentagem em cruzamentos BTN x BTN deve ser ainda maior.

Traduzido de Fabiana Michelsen de Andrade